Exposições / Apoio humanitário

No âmbito do 8ET, desenvolvemos um programa paralelo com duas exposições: a primeira, uma exposição internacional, integrada no tema e de carácter humanitário; a segunda, uma selecção de  trabalhos realizados por alunos do 1.º ano de Tipografia do Curso de Design de Comunicação da Universidade do Algarve no presente ano lectivo.

 

 

"Across Borders: Design without borders"

Projecto de Mayúscula (ES)

Exposição de Cartazes, 2.ª edição / edição PT

 

O 8ET associou-se à causa humanitária em favor das Crianças refugiadas deslocadas, através do Projecto Internacional "Across Borders: Design without borders" do Studio Mayúscula (ES),  convidando-os a criar uma 2.ª edição da Exposição homónima no 8ET, que se apresenta como a edição Portuguesa e promovendo o projecto. O financiamento desta edição foi garantido, em exclusividade, pela Glyphs.

A exposição "Across Borders" apresenta um conjunto de Cartazes (Serigrafias), da autoria de design studios e artistas gráficos internacionais. A receita das vendas das serigrafias reverte para o fundo "Save the Children", um projecto humanitário cuja origem remonta a 1919.

Local: Espaço do Teatro Lethes, 3 e 4 de Novembro, 9:00-18:00

Autores

Hey Studio (Spain)

Edenspiekermann (Singapore)

Tarek Atrissi (Lebanon)

Wissam Shawkat (Iraq)

Foreign Policy (Singapore)

Anna Kulachek (Ukraine)

Wael Morcos (Lebanon)

Andreu Balius (Barcelona)

Bahia Shehab (Lebanon)

Mayúscula (Spain)

Tseng Green (Taiwan)

Fontsmith (UK)

Kristyan Sarkis (Lebanon)

Yaewan Yu (Corea)

Khajag Apelian (Lebanon)

Eyeson Type (Taiwan)

 

Links

Projecto Across Borders

Save the Children

"Gliphs" – Patrocinador da Exposição

 

 

"Letters are things, not Pictures of things"

Exposição trabalhos Tipografia I

1.º ano, Curso Design Comunicação UAlg

 

Apresenta-se uma selecção de alguns trabalhos de alunos do 1.º ano de Tipografia, resultados de um dos exercícios iniciais que proporciona um primeiro contacto com o desenho de letras através de uma abordagem experimental e hands-on.

O conteúdo escrito e que se repete, é escolhido pelo aluno, e serve de mero pretexto. O objectivo real é a construção de letterings explorando a dimensão conceptual e formal, a partir do potencial expressivo dos materiais escolhidos pelos alunos.

Foi facultada uma lista de palavras como ponto de partida (às quais os alunos acrescentariam outras), para serem comunicadas, através de materiais e composição.